Geografia do Brasil e fusos horários


Como calcular Fusos Horários:
fonte: wikipedia


Meridiano de Greenwich (Earth)

O Meridiano de Greenwich é o meridiano que passa sobre a localidade de Greenwich (no Observatório Real, nos arredores de Londres, Reino Unido) e que, por convenção, divide o globo terrestre em ocidente e oriente, permitindo medir a longitude. Foi estabelecido por Sir George Biddell Airy em 1851. Definido, por acordo internacional em 1884.Enfrentou uma concorrência com a França (seria denominado "meridiano de Paris"), Espanha, (seria denominado "meridiano de Cádis") e com Portugal, (seria denominado "meridiano de Coimbra"), antes de ser definido como o primeiro meridiano. Assim foi definido graças ao poder da grande potência da época, a Inglaterra. Serve de referência para calcular distâncias em longitudes e estabelecer os fusos horários. Cada fuso horário corresponde a uma faixa de quinze graus de longitude de largura, sendo a hora de Greenwich chamada de Greenwich Mean Time (GMT).

Meridiano de Greenwich.

O Meridiano de Greenwich atravessa dois continentes e sete países. (na Europa: Reino Unido, França e Espanha; e na África: Argélia, Mali, Burkina Faso e Gana).

Seu antimeridiano é o meridiano 180, que coincide fugazmente com a irregular Linha Internacional de Data, cruza uma parte da Rússia no estreito de Bering e uma das ilhas do arquipélago de Fiji, no Oceano Pacífico.


Como calcular a hora em determinado país, com uma defasagem de um determinado número de graus:  este cálculo raramente coincide com a realidade.

Cada meridiano corresponde a 15º, ou uma hora. Como o planeta gira de Leste para Oeste, o sol nasce a Leste e se põe a Oeste. (lembre-se, por isto a bandeira do Japão, que fica a Leste, representa o sol nascente e os filmes de faroeste, sempre terminam com um sol que se põe - assista a django!)

A Hora Local é definida pela incidência do Sol no meridiano  mas a Hora Legal é definida pelo fuso onde se está.

Para determinar a hora legal, a Terra foi dividida em 24 meridianos, um para cada hora, 15º para cada hora. (observe: 15x24=360, um círculo completo)


Entretanto, na prática, decisões políticas alteraram os mapas de fusos. Bancos querem abrir à mesma hora em um mesmo país, como em São Paulo e no Rio de Janeiro, e não é o sol que deve atrapalhar.

Ademais, para economizar eletricidade, foi instituído o horário de verão. O horário de verão contribui para reduzir o consumo de energia, mas a medida só funciona nas regiões distantes da linha do equador, porque nesta estação os dias se tornam mais longos e as noites mais curtas. Porém nas regiões próximas ao equador, como a maior parte do Brasil, os dias e as noites têm duração igual ao longo do ano e a implantação do horário de verão nesses locais, traz muito pouco ou nenhum proveito. Contudo, seu maior efeito é diluir o horário de pico, evitando assim uma sobrecarga do sistema energético. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), "O Horário de Verão tem como objetivo principal a redução da demanda máxima do Sistema Interligado Nacional no período de ponta. Isso é possível, pelo fato da parcela de carga referente à iluminação ser acionada mais tarde, que normalmente o seria, motivada pelo adiantamento do horário brasileiro em 1 hora. O efeito provocado é de não haver a coincidência da entrada da iluminação, com o consumo existente ao longo do dia do comércio e da indústria, cujo montante se reduz após as 18 horas

A maneira correta de se calcular as diferenças de fusos horáios portanto é consultando tabelas ou mapas, não esquecendo de verificar se é necessária a correção devida ao horário de verão.

Vide por exemplo, que o Brasil usa o fuso GMT-3, (horáio de greenwitch menos três horas) mas a Argentina, cujo território está no fuso -4 (e chega até ao -5) usa o mesmo fuso do Brasil. Isto acontece porque esta é uma decisão política e econômica que melhor convém àquele pais.

Motivos econômicos, como o horário de funcionamento dos bancos e da bolsas de valores fizeram com que todos os países do leste europeu adotassem o mesmo fuso (+1). Apenas a Grã-Bretanha e Portugal usam o fuso 0 na Europa.
A Austrália adotou o fuso +9:30 para a região central, de modo a reduzir os problemas de horários comerciais. Pelos mesmos motivos a China decidiu usar apenas o fuso +8 para todo seu território, que cobre 4 fusos diferentes.

Para calcular a hora de outro fuso, verifique no mapa os fusos envolvidos, e subtraia o menor do maior, por exemplo: Se são 10 horas no Brasil, que horas são na Índia?
Consultando o mapa você encontra:
Brasil: fuso -3
Índia  : fuso +5:30
Subtraindo o menor do maior: +5:30 -(-3) = 5:30 + 3= 8:30 (lembre-se da regra algébrica: menos menos dá mais).
Em seguida some esta diferença à hora legal, se estiver a leste, ou subtraia se estiver a oeste. Logo, se no Brasil são 10 horas, na Índia são 18:30.

 

fonte: www.apolo.com

 

FUSOS HORÁRIOS DO BRASIL  

Fuso 1
Hora em relação a Greenwich: -2h
Hora em relação a Brasília: +1h
O que abrange: Fernando de Noronha + As ilhas oceânicas brasileiras

Fuso 2
Hora em relação a Greenwich: -3h
Hora em relação a Brasília: a mesma
O que abrange: Amapá, Goiás, Tocantins, Distrito Federal e Pará ; todos os estados das regiões Nordeste, Sudeste e Sul. Este é o fuso oficial do Brasil.

Fuso 3 

Hora em relação a Greenwich: -4h
Hora em relação a Brasília: -1h
O que abrange: Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazonas e Acre

Esquema básico para calcular os Fusos: 

 

A - Observar as direções ( W e E)

se estiverem no mesmo hemisfério, deve-se subtrair os valores (o maior pelo menor) e em seguida dividir por 15. Se as duas localidades estiverem em hemisférios diferentes deve-se somá-los e depois dividir por 15.

obs. cada fuso 15º = 1 hora

Exemplo:

Uma importante reunião tem lugar em Santa Catarina às 20 horas na cidade a 45º W que horas a reunião foi assistida em Londres, localizada a 30º E ?

A= 45 W = 20 horas

B =30º E = ?

Observando percebe-se que um ponto esta a Leste (E) e outro a oeste (W). Como estão em diferentes hemisférios, deve-se somá-los.

 

45 + 30 = 75 e divide-se em seguida por 15 (porque cada fuso 15 graus)

75/15 = 5 horas

 

o que sobrar deve ser multiplicado por 4 para achar os minutos ( se cada hora = 60 minutos, 60 dividido por 15 = 4)

B - Lembrar do sentido para o qual se está contando

Se o ponto que você deseja saber estiver à direita = adicione a diferença, se estiver à esquerda subtraia.

C- para exercícios que consideram tempo vôo basta somar após ter calculado a diferença.

Exemplo:

A- 30º W = 18 horas

B- 45ºE =

 

o tempo de voo de A ate B é de 4 horas

 

Lados diferentes ( soma) 30 + 45 = 75

(dividir por 15 ) 75/ 15 = 5 horas diferença

o ponto que eu quero esta a direita entao (5 horas a mais)

Resultado = 18 + 5 = 23 horas , porém voce demorou 4 horas de voo ao final some

23 + 4 = 27 (existe 27 horas?) não! entaõ ao final tire 24 (que é o máximo)

RESULTADO = 3 horas do próximo dia

 






 



 



 







Modelo spyka webmaster você pode baixar em Just Free Templates.

Site hospedado por www.000webhost.com